transtornos alimentares

Quais são os tipos de transtornos alimentares?

Algumas pessoas podem ver os transtornos alimentares como fases, modas passageiras ou escolhas de estilo de vida. No entanto, estes são distúrbios mentais graves.

Eles afetam as pessoas fisicamente, psicologicamente e socialmente, além de gerarem consequências graves para a vida de quem sofre com este mal. Atualmente, os transtornos alimentares são oficialmente reconhecidos como transtornos mentais. 

A incidência de Transtornos de Compulsão Alimentar (TCA) no mundo gira em torno de 2,6%, segundo levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil tem uma das taxas mais altas do mundo – cerca de 4,7% da população sofre com a doença.

A seguir, descrevemos alguns dos tipos mais comuns de transtornos alimentares e seus sintomas.

Tipos de transtornos alimentares

Anorexia Nervosa

A anorexia nervosa é, provavelmente, o distúrbio alimentar mais conhecido. Ele se desenvolve durante a adolescência, ou na idade adulta. Geralmente, as mulheres são as mais afetadas pela doença.

As pessoas com anorexia se consideram acima do peso, mesmo visivelmente magras. Elas tendem a monitorar constantemente seu peso, evitam comer determinados tipos de alimentos e restringem severamente as calorias ingeridas.

Bulimia Nervosa

A bulimia nervosa é outro distúrbio alimentar bem conhecido. Assim como a anorexia, a bulimia tende a se desenvolver durante a adolescência e no início da vida adulta. Também é um transtorno menos comum nos homens do que mulheres.

Pessoas com bulimia frequentemente comem quantidades extraordinariamente grandes de alimentos, em um período relativamente curto.

Cada episódio de compulsão alimentar é seguido de sensação dolorosa por excesso de ingestão. Além disso, durante uma compulsão, o paciente sente que não consegue parar de comer ou controlar o quanto está comendo.

Transtorno de Compulsão Alimentar

A compulsão alimentar foi oficialmente reconhecida como um distúrbio alimentar, há relativamente pouco tempo.

No entanto, atualmente, acredita-se que este é um dos distúrbios alimentares mais comuns. O transtorno da compulsão alimentar periódica começa tipicamente durante a adolescência e início da idade adulta, embora também possa se desenvolver mais tarde.

Indivíduos com esse distúrbio têm sintomas semelhantes àqueles com bulimia, ou ao subtipo de anorexia com compulsão alimentar.

Pica (Transtorno)

Indivíduos com o transtorno têm compulsão por comer substâncias não-alimentares, como gelo, sujeira, terra, giz, sabão, papel, cabelo, tecido, lã, seixos, sabão em pó ou amido de milho.

O transtorno pode ocorrer em adultos, assim como em crianças e adolescentes. Dito isto, este distúrbio é mais frequentemente observado em crianças, mulheres grávidas e em pessoas com deficiências mentais.

Indivíduos com a doença podem estar em maior risco de envenenamento, infecções, lesões intestinais e deficiências nutricionais. Dependendo das substâncias ingeridas, o distúrbio pode ser fatal.

Transtorno de Ruminação

Recentemente reconhecido, o problema descreve a condição em que a pessoa regurgita a comida já mastigada e engolida, mastigando-a novamente, para depois voltar a engolí-la.

A ruminação ocorre tipicamente nos primeiros 30 minutos após a refeição. Ao contrário das condições médicas, como refluxo, isso é voluntário.

O distúrbio pode se desenvolver durante a infância, adolescência ou a idade adulta. Em crianças, ela tende a aparecer entre três e 12 meses. Nessa fase, o transtorno pode desaparecer sozinho. Crianças e adultos com a condição geralmente requerem terapia.

Transtorno Alimentar Restritivo/Evitativo

Transtorno Alimentar Restritivo/Evitativo é um novo nome para um problema antigo. Na verdade, ele substitui o que era conhecido como “transtorno alimentar da primeira infância”, diagnóstico anteriormente reservado a crianças com menos de sete anos de idade.

Por fim, embora essa condição se desenvolva ao longo da primeira infância, ela pode persistir até a idade adulta. Além disso, é igualmente comum em homens e mulheres.

O transtorno alimentar é caracterizado pela ingestão perturbada de alimentos, devido à falta de interesse em comer ou desgosto por determinados cheiros, sabores, cores, texturas ou temperaturas. É preciso tratamento urgente, devido ao risco de má nutrição.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Foz do Iguaçu!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe