alterações de humor

Alterações de humor: O que elas podem significar?

Sentir-se eufórico, ser tomado pela de tristeza, ter acessos de raiva. Alguns sentimentos fazem parte do nosso dia a dia, além de serem comuns de acordo com os acontecimentos da vida e com a rotina que levamos. Mas será que alterações de humor são sempre normais?

Além de atrapalhar o convívio social e as relações interpessoais e profissionais, mudanças de humor, quando acontecem habitualmente e, principalmente, sem causa aparente, podem indicar a presença de transtornos mentais. Por isso, é importante ficar atento e perceber se os sintomas são recorrentes e se a mudança de humor repentina possui alguma origem patológica. Conheça alguns transtornos que podem provocar mudanças de humor:

Tipos de alterações de humor

Transtorno Afetivo Bipolar

O termo bipolar foi popularizado e é usado de maneira muito errada, uma vez que qualquer pessoa que tenha variações de humor usa o nome desse transtorno para justificar sua alteração. Entretanto, o Transtorno Afetivo Bipolar é um problema sério e que precisa ser diagnosticado e tratado. Essa patologia psiquiátrica é caracterizada pela alternância de episódios de depressão e de euforia com fases assintomáticas. Além disso, o transtorno pode ter intensidade, duração e frequência variada.

O transtorno bipolar possui dois tipos. No tipo I, denominado de mania, os sintomas são intensos e podem durar semanas ou meses. Na mania, o indivíduo pode ter agitação  psicomotora, falar muito, ter descontrole de ideias, pouca necessidade para dormir, hipervalorização da autoestima e autoconfiança, libido aumentada, assim como a atividade sexual, alucinações, irritabilidade e delírios. Já na hipomania, o tipo II, os sintomas são os mesmos. No entanto, possuem durabilidade menor e são menos intensos.

A bipolaridade deve ser diagnosticada e tratada, já que seus sintomas, além de provocarem problemas pessoais, podem levar, também, ao suicídio. O tratamento é feito com medicamentos, psicoterapia e mudança no estilo de vida.

A ciclotimia é uma variação da bipolaridade. Por apresentar sintomas leves são, muitas vezes, confundidos com o temperamento da pessoa, uma vez que não são diagnosticados corretamente.

Depressão

A depressão é um transtorno de humor unipolar, uma vez que não há alternância com a euforia. Caracterizada pela tristeza profunda e duradoura, a depressão é uma doença crônica, associada a sentimentos negativos como desesperança, dor, amargura e baixa autoestima. Além disso, ela provoca, também, distúrbios do sono e de apetite.

A depressão pode ser provocada por uma série de fatores, principalmente genéticos. No entanto, nem todas as pessoas que possuem tal predisposição irão reagir da mesma maneira. Alguns elementos podem servir de gatilho e encadear uma crise depressiva. Entre eles estão acontecimentos traumáticos, consumo de drogas, hipotireoidismo, medicamentos, estresse físico e mental e oscilação hormonal.

A depressão é uma doença grave que exige tratamento e acompanhamento médico. O tratamento é realizado com base na psicoterapia e no uso de medicamentos.

A distimia é uma forma crônica da depressão. Ela é caracterizada pelo rebaixamento crônico do humor, que pode persistir por anos. Entretanto, na distimia, a gravidade não é suficiente para ser caracterizado como transtorno depressivo recorrente grave, moderado ou leve.

Alterações de humor devem ser investigadas, já que podem ser muito mais do que o temperamento de uma pessoa. Transtornos como a depressão e a bipolaridade apresentam alto índice de suicídio. Além disso, tais patologias psiquiátricas provocam grandes perdas sociais e de relacionamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Foz do Iguaçu!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe